Pix já compete pela preferência dos brasileiros contra as principais formas de pagamento consagradas no país

Pesquisa aponta maior adesão à nova ferramenta entre jovens com maior renda mensal e maior escolaridade.

Com apenas 10 meses de lançamento o Pix já vem se consolidando entre os brasileiros, se tornando competidor pela preferência de uso quando comparado à métodos consagrados como o cartão de débito e o dinheiro em espécie.

Segundo pesquisa feita pela Zetta em colaboração com o Datafolha, a nova ferramenta é a preferida entre usuários com mais escolaridade, maior renda mensal e mais jovens.

Entre os entrevistados, 81% do total utilizam o Pix, que está pouco atrás do dinheiro no ranking geral – utilizado por 84% das pessoas – e do cartão de débito, que ainda consta em primeiro lugar, representando 85% da pesquisa.

Embora ainda perca por pouco dos dois métodos, já é a opção preferida se comparado ao cartão de crédito, boleto bancário, carteira digital e cheque.

De acordo com o último levantamento do Banco Central, já existem cerca de 313 milhões de chaves Pix cadastradas, sendo que apenas 12 milhões seriam de empresas e todas as outras de pessoas físicas.

A gratuidade, agilidade e a facilidade estão entre os principais fatores que agradam o público cadastrado.

A Zetta  detalha ainda que 92% dos usuários do Pix apostam no instrumento para transferências e 73% para pagamentos. Entre quem realiza pagamentos, 67% afirmam pagar por produtos e serviços prestados por pessoas físicas e 57% dizem fazer pagamentos para empresas.

Publicado por: Izabella Miranda

Fonte: contabeis.com.br